NOTICIAS Taiobeiras

Menino de 11 anos que perdeu a mão em moedor de cana quer voltar a tocar violão com prótese biônica

Por Gabriela Almeida,

Um garoto de 11 anos que precisou amputar a mão direita após ela ser esmagada por um moedor de cana, em janeiro deste ano, poderá retomar as aulas de violão. O feito será possível após a família de Rebertt Gabriel conseguir comprar uma mão biônica com campanhas de doações e rifas. A prótese está sendo feita em uma empresa de Sorocaba (SP).

A família de Rebertt é de Taiobeiras (MG), mas vive em outra cidade mineira, em São João do Paraíso.

“Sempre foi uma criança muito especial, bem ativa em tudo. Sempre fez de tudo para ajudar a gente, sempre estava presente nas nossas atividades”, disse.

A família viajou de Minas Gerais até o interior de São Paulo para fazer os testes com a prótese. A ideia, segundo ela, foi da tia do menino após o acidente, no dia 26 de janeiro.

“A gente começou a campanha do nada para conseguir a prótese e em 30 dias eu consegui R$ 100 mil com as doações”, conta.

O custo da mão biônica ficou em R$ 160 mil. Do valor total, R$ 130 mil foram adquiridos com doações e rifas. Maria explica que escolheu a empresa de Sorocaba pela tecnologia e por possuir parentes na cidade, o que facilita a estadia.

O dono da empresa especializada em próteses ortopédicas responsável pela mão biônica de Rebertt, Nelson Nolé, explica que ela representa praticamente todos os movimentos que temos na mão.

“Tudo é muito automático para o paciente. Ele acaba se adaptando muito bem e muito rapidamente. É uma mão que atende praticamente todas as necessidades de movimento da mão humana”, diz.

Maria conta que Rebertt já iniciou os testes e que, logo na primeira tentativa, ele conseguiu movimentar todos os dedos.

“Está muito alegre, fascinado, encantado com todo mundo. Eu só tenho a agradecer a Deus por tudo e por todos, não tem palavras para eu falar que vá pagar tudo o que Deus nos deu”, agradece

O acidente

A família de Rebertt vivia no interior de Ribeirão Preto, mas decidiu voltar para Minas Gerais para trabalhar em uma fábrica de rapadura e cachaça. No dia do acidente, o garoto havia pedido para ajudar a mãe a fazer o doce.

“Ele já tinha costume de manusear a máquina, aí ele colocou a luva e a ligou. Uma parede nos separava. Escutei o barulho da máquina ligando e na hora que ele foi colocar um toquinho da cana, o engenho puxou a luva, foi quando eu ouvi o grito. Só corri até lá e, quando vi, a mão dele já tinha passado até a altura do pulso”, relembra.

A mãe lembra que, no caminho para o hospital, o filho repetia que não queria perder a mão. No entanto, os ferimentos eram muito graves e a amputação foi a única alternativa.

“Depois de amputar, começamos a luta diária. A primeira semana é a mais difícil, de encarar as pessoas e tudo, de nos adaptarmos. Fui atrás de psicóloga, começamos o acompanhamento e ele superou. Eu falo para todo mundo que quem me ajudou a superar o trauma foi ele. Ele é muito forte”, diz.

Sonho em jogar futebol

O jovem sempre teve o sonho de jogar futebol como meia esquerda e tem como ídolo o português Cristiano Ronaldo.

“Depois do acidente, ele me disse que nunca tinha visto nenhum jogador sem a mão. Achei um rapaz que joga profissionalmente com uma prótese, aí ele viu que era possível e continua com esse sonho de ser jogador”, diz.

Em uma rede social, além de compartilhar os passos do jovem, a família também publica vídeos dele praticando o esporte.

Maria acredita que o filho será exemplo para muitas pessoas, pela forma como ele encara o acidente.

“A forma que eu achei de motivar e ele encarar é erguer a cabeça e correr atrás. Nada vem para a gente fácil, tudo tem uma dificuldade. A gente tem que correr atrás e focar em alguma coisa”.

COMPARTILHE

Sobre o Autor

Miltinho

Gerador de Conteúdo e desenvolvedor Web e Programador Worpress - nível Técnico COTEMIG - BH - A mais de 25 anos experiencia com internet bem como professor d ferramentas para web designer e programação.

Comentar

Click here to post a comment

ARQUIVO DE PUBLICAÇÃO

agosto 2022
S T Q Q S S D
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031