Artigos Pets

Peixe com íctio: saiba tudo sobre as causas do problema

Observar um aquário ornamental é uma boa maneira de se encantar e relaxar. No entanto, para os aquaristas, a observação diária também serve para ficar de olho em possíveis mudanças na aparência e no comportamento dos peixinhos. Isso porque mudanças podem indicar problemas de saúde, como no caso de peixe com íctio.

A seguir, vamos aprender a identificar íctio em peixes e o que fazer para tratar essa doença tão comum nos aquários domésticos.

Afinal, o que é o íctio em peixes?

íctio nos peixes é uma doença parasitária que acomete nossos amigos nadadores. Ela é causada por um protozoário ciliado chamado Ichthyophthirius, e tem como principal sintoma o surgimento de pontinhos brancos no corpo dos peixes.

Não à toa, o íctio em peixes também é popularmente conhecido como a “doença dos pontos brancos”.

Quais são os sintomas de peixe com ictio?

Os pontinhos brancos que surgem no corpo dos peixes são o principal sintoma da doença parasitária. As manchas costumam se espalhar pelo corpo todo, principalmente nas nadadeiras. Quando se instalam nas brânquias, levam à dificuldade respiratória.

Uma vez que essas pintas brancas causam coceira e irritação, outro sinal muito comum de que o peixe está com íctio é quando ele começa a esfregar seu corpo em pedras e demais acessórios presentes no aquário. Isso, por sua vez, pode levar ao surgimento de feridas.

Quais são as causas da doença?

A presença do protozoário Ichthyophthirius ou íctio marinho na água do aquário quase sempre está associada à introdução de peixes ou acessórios contaminados no ecossistema.

No entanto, o íctio tem sintomas que se manifestam principalmente quando os peixes estão com o sistema imunológico debilitado. É o que ocorre, por exemplo, quando há mudanças bruscas de temperatura e/ou de pH, e também quando há excesso de amônia e de nitritos na água do aquário.

Como fazer o diagnóstico e tratar íctio em peixes?

Ainda que os pontinhos brancos — principal sintoma do íctio — sejam visíveis a olho nu, o ideal é que, em caso de suspeita, você leve os peixes infectados quanto antes a um médico-veterinário especialista para um diagnóstico preciso.

Para isso, coloque o peixe em um saco plástico de cantos arredondados, com água do próprio aquário, nos parâmetros adequados.

Caso seja confirmado, o íctio tem tratamento, que é feito com o uso de medicamentos parasiticidas. Esses devem ser colocados na água do aquário, com aplicações em intervalos de 48 horas. Nesse sentido, é importante destacar que a administração deve ser feita sempre nos períodos de menor incidência de luz.

Após cada aplicação, mantenha a luz do aquário apagada, suspenda a filtragem sem desligar o oxigenador e, se possível, eleve a temperatura entre 28° e 32°C. Isso somente se os peixes do aquário se adaptarem a essa faixa, pois as temperaturas elevadas atrapalham o ciclo de vida do parasita, acelerando sua eliminação.

Como prevenir o íctio em peixes?

Uma vez que o parasita costuma ser levado de fora para dentro do aquário, o primeiro passo para evitar peixe com íctio é fazer a compra de novos peixinhos e de acessórios somente em locais de confiança e especializados, como a Petz.

Assim, você garante que todos os produtos e novos habitantes do aquário fiquem livres de contaminação.

Já para garantir a imunidade dos seus peixes e tratar o íctio, mantenha o bom funcionamento do aquário. Fique atento aos parâmetros da água! Eles devem ser ajustados de acordo com as necessidades de cada espécie e precisam permanecer sempre estáveis.

Para tanto, aposte no uso de produtos de qualidade, como termostatos com aquecedor, e não deixe de fazer os testes primários da água com regularidade, lembrando de fazer os ajustes necessários.

Fonte: https://www.petz.com.br/blog/pets/peixe-com-ictio/

COMPARTILHE

ARQUIVO DE PUBLICAÇÃO

agosto 2022
S T Q Q S S D
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031